ARROZ ARBÓREO: combinação única de cremosidade e nutrientes

7 de outubro de 2022 | Por

O arroz arbóreo é um tradicional arroz italiano. É fácil reconhecê-lo, afinal, apresenta grãos maiores do que os grãos do arroz tradicional e tem uma cor branca perolada. Quando cozido, seus grãos permanecem firmes, mas conferem muita cremosidade à receita escolhida.

O arroz arbóreo, assim como outros tipos de arroz que conhecemos, faz parte do grupo dos cereais. Esse grupo de alimentos é famoso por ser fonte natural dos nutrientes protagonistas da nossa alimentação: os carboidratos. Esses nutrientes são as principais fontes de energia para o nosso corpo realizar todas as suas tarefas.

Além disso, o arroz arbóreo também apresenta vitaminas do complexo B, essenciais para o correto desenvolvimento do corpo, e minerais como o zinco, muito importante para o bom funcionamento do sistema imunológico.

Como consumir o arroz arbóreo?

A grande curiosidade do arroz arbóreo é sua enorme capacidade de absorção de líquidos. Você já percebeu que ele “incha” ao entrar em contato com o líquido do seu cozimento? Pois é, isso significa que ele está incorporando todo o seu sabor. Além disso, o arroz arbóreo libera bastante amido durante o cozimento, fazendo com que a receita fique muito mais cremosa. Por isso, é o tipo de arroz mais indicado para o preparo de risotos e de arroz doce.

Ah! É comum confundirmos o arroz arbóreo com o parboilizado, no entanto, são bem diferentes. O arroz parboilizado tem um sabor e uma textura muito parecidas com o arroz branco, porém apresenta mais proteínas, fibras, vitaminas e minerais por conta do seu processo de fabricação.

Quais são os benefícios do arroz arbóreo?

Faz bem para o coração: isso devido ao fato de ser um vegetal, e como a maioria dos vegetais, o arroz Arbóreo possui as chamadas “gorduras boas” (o HDL), que atuam, entre outras maneiras, na diminuição do “mau colesterol” (o LDL). Mas também por ser rico em vitaminas do complexo B; vitaminas que contribuem para tornar mais fluido o sangue nas artérias e veias, além de tornarem estas mais relaxadas, e consequentemente reduzir os riscos do desenvolvimento de hipertensão.

Possui propriedades anticancerígenas: Previne especialmente o câncer de estômago, graças a diversas substâncias antioxidantes, ao seu baixo teor de gorduras saturadas, grande quantidade de fibras, entre outras substâncias que, unidas, evitam danos às paredes e mucosas estomacais. E mais: diminuem os ricos do aparecimento de úlceras gástricas e duodenais, além de regularizarem o trânsito intestinal, considerada uma das melhores garantias da diminuição dos riscos de desenvolvimento de tumores malignos nessa região.

É um parceiro na luta contra o peso: Outro benefício do arroz arbóreo, à partes as suas propriedades e diversas maneiras de ser preparado, é com relação à luta contra a obesidade, um mal que já afeta 1 em cada 8 indivíduos no mundo (de acordo com a OMS), e ainda considerada a segunda principal causa de morte (só perdendo mesmo para os distúrbio pulmonares e respiratórios). Aqui o benefício ocorre por meio da ingestão maciça de fibras que, como se sabe, resulta numa oportuna sensação de saciedade, que por consequência diminui as idas até a geladeira. Mas também por possuir substâncias capazes de atuar na quebra de moléculas de gorduras, eliminar toxinas, evitar a retenção de líquidos, entre outros transtornos que acabam sendo notados com mais evidência no aumento de peso, que é apenas uma das suas piores consequências.

Ajuda a produzir neurotransmissores: Um outro benefício do arroz arbóreo, além da facilidade com que pode ser feito e das suas propriedades nutricionais, é uma capacidade de contribuir para a produção de neurotransmissores, entres os quais, a ocitocina, serotonina, dopamina, endorfina, entre outros. Isso sem contar a sua capacidade de ajudar as enzimas neuroprotetoras do cérebro a entrarem em ação, reduzindo a quantidade radicais livres, eliminando toxinas, entre outras ações que contribuem para a manutenção de um cérebro saudável e livre dos riscos de desenvolvimento de algumas da principais doenças ligadas ao cérebro.

Os antioxidantes do arroz arbóreo ainda atuam na proteção das células; eles impedem a formação de exemplares defeituosos e as ajudam a executarem corretamente os seus metabolismos. Já as vitaminas do complexo B fortalecem os tecidos cerebrais, o sistema imunológico, tornam mais resistentes as células cerebrais, entre inúmeras outras ações dessa verdadeira dádiva da natureza.

DICA DE RECEITA LUZAGO: RISOTO DE CARNE COM ARROZ ARBÓREO

Ingredientes: 400 gramas de arroz arbóreo, 1 xícara e meia (chá) de vinho tinto seco, 1 cebola ralada, 2 dentes de alho moído, 200 gramas de carne assada desfiada, caldo de carne à gosto, 1 colher (sopa) de manteiga, queijo ralado, sal e pimenta do reino à gosto.

Modo de preparo: Aqueça o azeite, fritando o alho e a cebola. Acrescente o arroz e deixe fritar um pouco. Adicione o vinho, assim que evaporar adicione, aos poucos, o caldo de carne fervendo, sempre o mantendo bem quente, adicionando mais constantemente, até que o arroz esteja cozido” al dente”. Tempere com sal, pimenta do reino e junte a manteiga, mexendo bem rapidamente, para dar brilho. Finalize com o queijo ralado!

COMPARTILHE:

Newsletter

Seja o primeiro a saber sobre as novidades em seu email.