fbpx

PÁPRICA: um tempero que faz a diferença

22 de janeiro de 2021 | Por

Sabia que a páprica nada mais é do que uma série de pimentões secos e moídos? A especiaria, um pó vermelho cheio de sabor, que pode ser doce ou picante e até defumada, foi criada na Espanha, a partir dos frutos levados da América para o continente europeu depois de 1492.

Lá, é usada em refogados que servem de base para vários pratos e outras receitas com batata, arroz e peixes, além do molho romesco.

Não há um tipo específico de pimentão a partir do qual é produzida a páprica. Apesar de ela ter sabores diferentes dependendo do local em que foi fabricada.

Na indústria, a páprica é adicionada a carnes e linguiças defumadas para dar cor e aquele sabor característico que as pessoas erroneamente acreditam ser da carne. Há dois tipos de pápricaa doce e a picante. O que determina seu sabor é o tipo de pimentão utilizado. E também, a versão defumada, que nada mais é do que ela aquecida à seco ou com um pouco de gordura.

As pimentas e os pimentões são frutas (sim, são frutas!) cultivares da espécie Capsicum Annuum. As mais picantes são ricas em uma substância chamada capsaicina. Essa substância estimula o metabolismo do corpo, ajudando a queimar calorias e é um conhecido estimulante circulatório, auxiliando a desintoxicação do organismo. A capsaicina ainda auxilia no controle da pressão arterial e reduz os níveis de triglicérides.

Ajuda a dissolver a fibrina – substância que promove a formação de coágulos – e, quando adicionada às refeições, combate dores de estômago, cãibras e gases. Se você tem dores de garganta constantes, a páprica picante (que contém mais capsaicina) também é um bom remédio caseiro para tratá-las.

No Golfo Pérsico, um tempero aromático muito usado, chamado baharat; tem a páprica como um de seus principais ingredientes. A páprica também é muito utilizada nas cozinhas turca, árabe e bérbere. Mas é na Hungria e na Espanha onde a produção de páprica defumada é de melhor qualidade. Ela também é um ingrediente essencial da mistura encontrada na pimenta síria.

PROPRIEDADES E BENEFÍCIOS

Sendo um tipo de pimenta, o pimentão do qual é feita a páprica é rico em vitamina C, um poderoso antioxidante para cicatrização de feridas, formação de colágeno e manutenção da imunidade.

Ela também é rica em vitamina B6, K1, A, potássio e cobre. Esses nutrientes têm funções importantes no organismo, sendo capazes de melhorar o metabolismo, coagular o sangue, manter os neurônios saudáveis, fazer bem para os olhos e reduzir o risco de doença cardíaca, respectivamente.

No entanto, uma vez que a páprica é consumida apenas em quantidades muito pequenas, sua contribuição para a ingestão diária é muito pequena.

DICA DE RECEITA LUZAGO: bisteca suína assada com molho de páprica e tomilho

Ingredientes: bistecas suínas com 2 dedos de altura, tomate vermelho picado, creme de leite, páprica defumada, pimenta do reino, molho inglês, tomilho, 1 limão e sal à gosto.

Modo de preparo: Tempero as bistecas com o limão, sal e pimenta do reino, deixando pegar gosto por 4 horas na geladeira. Em seguida, sele as bistecas numa chapa por 3 minutos nos dois lados, colocando numa assadeira com um pouco de água no fundo. Cubra com papel alumínio, levando ao forno por 30 minutos. Numa panela, coloque o creme de leite e os demais ingredientes, cozinhando no fogo baixo e mexendo sempre. Depois, é só saborear!!

COMPARTILHE:

Newsletter

Seja o primeiro a saber sobre as novidades em seu email.