fbpx

TEMPEROS: indispensáveis na boa culinária

9 de outubro de 2020 | Por

O que pode mudar completamente o sabor de um prato? Os temperos! Estes ingredientes aromáticos que se apresentam na forma de ervas (frescas ou secas) e especiarias, ao serem adicionados às receitas, fazem toda a diferença no aroma e sabor das refeições.

Muitas vezes podem carregar uma herança histórica ou a origem de uma receita, já que muitos são característicos de certos países ou lugares e frequentemente associados à culinária destas regiões. Em outras ocasiões, remetem à uma receita ou prato que já saboreamos e que marcou na nossa lembrança, justamente por apresentar aquele sabor tão característico.

Os temperos são essenciais em toda refeição e, além de deixarem os pratos saborosos, também colaboram com a saúde. Muitas especiarias atuam no combate aos gases e ajudam a fortalecer o sistema imunológico, por exemplo.

As variedades de temperos que estão presentes no Brasil contribuem para tornar a nossa culinária ainda mais rica e saborosa – e há condimentos que não podem faltar nas cozinhas pelo país afora.

O uso de temperos na gastronomia não poderia ser mais versátil, já que as opções de especiarias disponíveis são inúmeras e o modo de combina-las requer ousadia e conhecimento, habilidades que só se adquire praticando. E o melhor, não existe certo ou errado; tudo depende do seu paladar, do seu estado de espírito e da sua identidade culinária. Sem regras, sem barreiras ou preconceitos.

Além do alho e da cebola, presentes na maioria dos pratos de arroz e feijão no Brasil, outras especiarias podem ajudar a dar um toque especial às refeições. Conheça alguns desses temperos, arrisque-se a experimentar e escolha o seu preferido!

 

Açafrão da terra ou Cúrcuma

Devido à sua cor amarelada, o açafrão-da-terra, típico da culinária indiana, é muito utilizado na indústria para colorir laticínios, bebidas e molhos, como a mostarda.

Na mesa do brasileiro, sua versão em pó é indicada para dar sabor especial a ensopados, molhos, peixes, carne de frango, pratos à base de feijão, batata, massas, maionese e receitas com ovos. Não confunda com o açafrão, tempero em pó tradicional na cozinha espanhola, feito com o estigma da flor de outra planta.

Alecrim

Erva aromática de sabor forte que dá um toque especial à carne de porco, aves e peixes. Também combina com receitas à base de legumes, omeletes, frutos do mar e molhos, mas todos em pouca quantidade, pelo sabor acentuado das folhas. Pode ser usado seco ou fresco.

Canela

Canela se destaca pelo aroma forte e pode ser usada em pau (rama) ou em pó. A especiaria é bastante utilizada nos doces, mas também pode integrar o mingau e outros alimentos à base de leite. Como benefício, a canela proporciona sensação de saciedade, combate problemas respiratórios e tem ação anti-gases.

Cardamomo

Esse tempero é característico da culinária indiana. As sementes do cardamomo podem ser usadas para preparar doces e pães, além de serem úteis ainda para marinar carnes e dar mais perfume ao café.

Cebolinha

A melhor forma de usar a cebolinha é fresca, em saladas verdes ou batatas. Vai bem salpicada em sopas, purês de batata, batatas assadas, omeletes e outros pratos com ovos.

Coentro

O coentro é um tempero bastante comum no nordeste e sudeste do Brasil. Suas folhas frescas têm sabor intenso e levemente cítrico, o que dá um ar refrescante aos pratos. É ideal para complementar o preparo de peixes assados e cozidos e moquecas.

Colorau ou urucum

Colorau é obtido por meio das sementes de urucum – por isso também pode ser conhecido por esse nome. A especiaria é suave e levemente adocicada e, devido a cor bem avermelhada, é bastante consumida em carnes e molhos. Sua ação anti-inflamatória e antioxidante, além da ajuda na digestão, faz o colorau integrar a lista de temperos indispensáveis.

Cominho

O sabor ligeiramente picante do cominho fica melhor se as sementes, que devem ser previamente torradas, forem trituradas no momento do preparo dos pratos. O tempero combina com carnes vermelhas, molhos, cremes, legumes, sopas e pães.

Curry

Já o curry é perfeito para dar um sabor especial aos ensopados, aves e até molho de tomate. Isso porque ele contém muito aroma, mas não é picante. Sua composição é uma mistura de temperos: gengibre, pimenta dedo-de-moça, pimenta vermelha, canela em rama, cominho, pimenta-do-reino, cardamomo, cravo, erva-doce, cúrcuma e coentro em grãos.

Lemon Pepper

O lemon pepper é a especiaria da moda. Recomendado para temperar aves, peixes e saladas, ele é resultado de uma mistura de pimenta do reino e raspinhas de limão siciliano.

Louro

A folha do louro não pode faltar no cozimento do feijão e da feijoada. Também combina com carnes assadas, ensopados, molhos, sopas e legumes cozidos. As folhas secas e inteiras são acrescentadas durante o preparo dos pratos e devem ser retiradas ao final do cozimento.

Manjericão

Ingrediente principal do pesto, o sabor do manjericão é marcante, o que dá um toque especial também ao molho de tomate, no acompanhamento de massas e pizzas. Fica melhor quando as folhas estão frescas.

Noz-moscada

A noz-moscada é ralada no momento do preparo do prato, emprestando seu sabor adocicado e forte. Deve ser utilizada com delicadeza para não se sobressair ao sabor original dos alimentos.

Orégano

O orégano pode ser consumido fresco ou seco. Seu sabor meio amargo combina muito bem com pizzas, molho de tomate, ensopados e legumes.

Páprica

A páprica é composta por meio do pimentão seco e moído e muito usada para dar cor à carnes e sopas. Ela pode ser encontrada em versão doce, picante ou defumada e colabora com a prevenção de alguns tipos de câncer e no tratamento de doenças autoimunes. Além disso, tem função estimulante, antisséptica e anti-gases.

Pimenta-do-reino

Ela é uma das mais antigas e conhecidas especiarias do mundo e dá um sabor picante e especial aos pratos. Pode ser encontrada em diversas cores: verde, vermelha, branca e preta. A cor varia de acordo com a época em que ela é colhida.

Ao contrário do que muitos pensam, a pimenta-do-reino também proporciona benefícios para a saúde, como ajudar o organismo a absorver os nutrientes e facilitar a digestão.

Salsinha ou salsa

Muito utilizada na decoração de pratos, a salsinha dá sabor especial aos patês, omeletes, sopas, saladas, molhos, purês, tempero de manteiga, no preparo de carnes e conservas.

Sálvia

A sálvia é um condimento de sabor ligeiramente amargo que combina muito bem com carne bovina ou suína, peixes, ovos, queijos e legumes secos. Fica melhor quando as folhas estão frescas.

Tomilho ou poejo

A erva, prima elegante do orégano, é muito usada na culinária francesa e tem sabor cítrico. Ele é o segredo para deixar as carnes vermelhas irresistíveis. A erva também vai bem nos molhos para carnes, feitos à base de vinho ou manteiga, aves, peixes e saladas.

 

COMPARTILHE:

Newsletter

Seja o primeiro a saber sobre as novidades em seu email.