fbpx

LINHAÇA: o superalimento funcional

18 de setembro de 2020 | Por

Conhecida na região da Mesopotâmia desde 5 mil a.C., a linhaça – semente do linho – é um cereal sem glúten. Utilizada na culinária, há alguns anos tem conquistado adeptos entre as pessoas que buscam alimentos saudáveis e funcionais. Por possuir muitas propriedades nutricionais, o uso contínuo da linhaça traz muitos benefícios ao organismo e, consequentemente, à saúde; seja a variedade dourada ou a marrom.

É impressionante o poder que essas pequenas sementes guardam. Colhida da planta que produz o linho, a linhaça é importante aliada na luta contra o colesterol alto, doenças cardíacas, sintomas da menopausa e até algumas formas de câncer. Portanto, tenha sempre esse ingrediente na despensa. O ideal é moer a semente no liquidificador. Depois, é só guardar em pote de vidro, dentro da geladeira, por até sete dias.

Diferença entre linhaça dourada e linhaça marrom

Em geral, a linhaça dourada tem cultivo orgânico e certificado, o que torna seu preço mais alto. No quesito sabor, a dourada é mais suave que a marrom. No entanto, elas são bem parecidas em termos nutricionais. A diferença fica por conta dos Ômegas 3, 6 e 9 presentes na variedade dourada, enquanto a marrom contém somente o Ômega 3. No entanto, as duas versões trazem muitos benefícios ao organismo.

Maneiras para consumir

O ideal é consumir a linhaça em forma de farinha, para facilitar a digestão e a fim de que seus nutrientes sejam absorvidos ao máximo pelo organismo. Especialistas indicam que o melhor é comprar a linhaça inteira e a moer no momento de consumir. Isto para que as propriedades nutricionais sejam completamente preservadas. No entanto, não há problema algum em já comprá-la moída, por conta da praticidade.

A linhaça não altera o sabor dos alimentos e pode ser utilizada em sucos, vitaminas, iogurtes, sopas, ensopados, saladas, molhos, mingaus ou na receita que você desejar. Uma colher de sopa para adultos e uma de sobremesa para crianças é a quantidade diária ideal para o consumo de linhaça. 

A linhaça e seus nutrientes

A mais rica fonte vegetal de Ômega 3 da natureza possui fibras, Magnésio, Manganês, Fósforo, Zinco, Proteínas, Ferro, Cálcio, Carboidratos, como Ácidos Fenólicos, Hemicelulose, Lignana e Açúcares e Gorduras – em especial os ácidos graxos.

Emagrecimento

A linhaça é uma grande aliada para quem quer emagrecer. As fibras presentes na casca da semente controlam os níveis de glicose no sangue – o que promove saciedade e reduz o acúmulo de gordura corporal. O Ômega 3 também auxilia na redução do apetite.

Fortalecimento do coração

Ricamente presente na linhaça, a gordura poli-insaturada Ômega 3 ajuda a reduzir os níveis do mau colesterol (LDL) no organismo e aumenta o bom (HDL). Desta maneira, atua no combate à deposição de placas de gordura nas artérias e veias, auxiliando no bom fluxo sanguíneo. Esta condição ajuda a evitar a elevação da pressão arterial e a ocorrência de infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC), por exemplo.

Prevenção e controle da diabetes

Um dos subtipos do Ômega 3 é o Ácido Alfalinoleico (ALA) que, segundo alguns estudos, tem a capacidade de diminuir os níveis de açúcar no sangue. Isso auxilia tanto na prevenção quanto no controle da diabetes tipo 2.

Melhora no funcionamento do intestino e aumento da imunidade

As fibras da linhaça estimulam o intestino preguiçoso, evitando a constipação. No entanto, a pessoa deve consumir uma boa quantidade de água diariamente para obter o benefício da melhoria do trânsito intestinal.

Durante o processo de digestão, as fibras da linhaça geram ácidos graxos incentivando a proliferação das bifidobactérias, que atuam como um probiótico estimulando a flora intestinal. Elas também auxiliam no aumento da imunidade uma vez que ativam os linfócitos e produzem anticorpos.

DICA DE RECEITA

Pão Rápido de Linhaça com Uva Passas

Ingredientes:1 xícara de farinha de trigo branca, 2 xícaras de farinha de trigo integral, 5 colheres (sopa) de azeite de oliva, 2 colheres (sopa) açúcar mascavo, ½ colher (sopa) de sal, 1 xícara de farinha de linhaça, 200 g de uva passa preta, 200 ml de água gelada e 20g de fermento biológico seco ou 60 g do fermento biológico fresco.

Modo de preparo: lave as passas, deixe escorrer e reserve, Em uma vasilha, coloque 2 colheres (sopa) de farinha de trigo, o fermento e 5 colheres (sopa) de água morna. Faça um mingau e reserve por 10 minutos. Em outra vasilha, adicione os ingredientes secos e misture-os, Acrescente os demais ingredientes, exceto as passas. Misture um pouco e depois coloque a massa sobre uma superfície levemente esfarinhada e amasse até que esteja bem macia (cerca de 10 minutos). Cubra a massa com a mesma vasilha em que ela foi preparada e deixe descansar por 10 minutos. Em seguida, acrescente as passas e faça o formato que desejar. Coloque em forma untada com óleo e deixe no forno desligado, fermentando por cerca de 1 hora e 20 minutos. Asse em forno pré-aquecido por 30 minutos ou até que fique dourado a gosto. Assim que retirar do forno, borrife água fria.

COMPARTILHE:

Newsletter

Seja o primeiro a saber sobre as novidades em seu email.