fbpx

EXCESSOS NOS FERIADOS: como se recuperar

11 de setembro de 2020 | Por

Feriado acabou e está na hora de correr atrás do prejuízo. Não dá para negar que em datas comemorativas costumamos enfiar o “pé na jaca” e cometer os famosos excessos nos feriados. Verdade ou mentira? Com isso, nossos órgãos ficam sobrecarregados, nos sentimos “inchados” e então surge o remorso, a culpa por ter excedido.

E é exatamente isso que você não pode deixar acontecer. É importante ter consciência do que você está consumindo para evitar exageros e assim aproveitar o momento, curtir o sabor e agradecer o prazer de cada caloria ingerida. De nada adianta comer e culpar-se o tempo todo depois.

Em feriados prolongados, é comum nos desviarmos de nossos hábitos diários e abusar nos excessos gastronômicos. Mas, após cometer tais excessos, é importante retomar uma rotina de alimentação adequada, purificando e energizando o corpo; que além de melhorar a digestão e absorção de nutrientes, acelera o metabolismo e diminui a sensação de mal estar, fadiga, náuseas entre outros sintomas.

O que deve entrar no cardápio durante a desintoxicação

Durante a dieta, é fundamental lembrar das fibras, que são carboidratos não digeridos pelo organismo e que auxiliam o seu bom funcionamento, especialmente na limpeza e regulação do intestino.

Aposte em carboidratos completos: aveia, quinoa cozida, cevadinha, arroz integral e centeio. Dê preferência a alimentos de verdade e sem “pacotinhos”, como frutas que estimulam o fígado e melhoram a digestão (abacate, maçã, pêra, abacaxi e frutas vermelhas, como morango, amora, framboesa, cereja), oleaginosas (castanha do Pará, castanha de caju, amêndoas – em quantidade moderada).

Também são essenciais legumes e verduras; como brócolis, couve-flor, couve de bruxelas, cogumelos, nabo, cenoura crua, aspargos (que ajuda na retenção hídrica) e alcachofra, que contém um antioxidante chamado silimarina, que por sua vez, ajuda no funcionamento do fígado.

Há, também, fibras e proteínas em tipos especiais de farinha, tais como a farinha de arroz, de aveia, de amêndoas, de quinoa, de linhaça de banana verde e de soja – que além de altamente nutritivas, trazem inúmeros benefícios à saúde. Diminuição do colesterol, recuperação muscular, bom funcionamento do intestino e controle da glicemia são alguns deles.

Frutas, verduras e legumes, também devem compor o cardápio, por conterem poucas calorias e serem ricas em nutrientes.

A melancia que além de refrescante é diurética, o abacaxi que auxilia na eliminação de impurezas, o gengibre melhora a digestão, fortalece o sistema imunológico e combate a constipação intestinal, são alguns exemplos.

Frutas cítricas, como o limão, laranja, kiwi e acerola possuem substâncias antioxidantes e fortalecem a imunidade. Os peixes e chás, também são grandes aliados. A hidratação deve ser reforçada, por isso, é ideal o consumo de 8 a 10 copos de água, para auxiliar na eliminação das toxinas.

Para obter um resultado mais eficiente na desintoxicação, alguns cuidados são recomendados para melhorar a resposta do organismo às mudanças. Cerca de três dias antes, retire o café da dieta, para que a cafeína não atrapalhe a ação da enzima citocromo, responsável pela eliminação de toxinas e nesse período, prefira alimentos orgânicos, que são livres de agrotóxicos.

Além disso, alguns alimentos devem ser consumidos com moderação nessa fase; é o caso do leite, pães e massas, que devido à presença de lactose e glúten, tem digestão lenta e ação inflamatória, além das carnes vermelhas, que tem maior quantidade de toxinas.

DICA DE RECEITA: SALADA DE FOLHAS COM FRUTAS E RABANETE

Ingredientes

– 1 mix de salada orgânica
– 4 rabanetes, cortados em rodelas finas
– 2 avocados, cortados em fatias médias
– 2 fatias de melão, cortado em cubos
– Folhas de coentro a gosto
– 30g de Castanha do Pará, picada
– Suco de 1 limão
– Sal e pimenta do reino a gosto
– 3 colheres (sopa) de azeite extra virgem
– 1 colher (chá) de mostarda Dijon
– 1 colher (sobremesa) de mel silvestre

Modo de preparo

Em uma saladeira, acomode as folhas, o rabanete, o avocado, o melão e as folhas de coentro. Em uma tigela pequena, misture o suco de limão, o sal, a pimenta, o azeite, a mostarda e o mel. Bata bem com um fouet (batedor de arame) até engrossar ligeiramente. Tempere a salada, por cima coloque a castanha do Pará e sirva em seguida.

COMPARTILHE:

Newsletter

Seja o primeiro a saber sobre as novidades em seu email.